Criatividade: para alguns ou para todos?

Ser criativo não é um privilégio apenas só para alguns. Antes, está ao alcance de todos! Só temos que estimular e desenvolver esta característica. E é, nosso dever enquanto pais, ajudar os nossos filhos nesta tarefa.

Segundo Rossini existem duas condições básicas que estimulam a criatividade: a segurança e a liberdade psicológica.

E que temos de fazer?

Proporcionar-lhes situações e experiências de forma a que:

  • Não tenham medo do ridículo: aceitando-se tal como são;
  • Não se sintam presos quando expressam os seus pensamentos: é bom eles pensarem sozinhos;
  • Não antecipem receios acerca do desconhecido, nomeadamente quando o tema é enfrentar novos desafios: que desejem arriscar.

Quando o devemos fazer?

A fase inicial de desenvolvimento da criança é a melhor para desenvolver e estimular, para educar o pensamento criativo.

Como fazer?

Encontrem no dia-a-dia novas formas de apresentar ideias antigas, soluções diferentes para a mesma situação. Desenvolver a motivação, levar os filhos a pensar, a manterem-se ocupados de uma forma saudável são gestos que criam e desenvolvem o ser criativo.

Feedback?

Positivo, claro! Cuidado com a maneira como transmitimos o nosso parecer. Lembrem-se: se não se consegue de uma maneira, tenta-se de outra.

Existem vários caminhos para chegar lá.

Lembrem-se, não tem de ser exactamente igual ao que nós percorremos!

Anúncios

Gostava de saber o que pensa. Quer deixar o seu comentário?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s